Fotografia de Viagem

(Video com som)

Olá amigos,

O tempo de férias aproxima-se e, com isso, a marcação de viagens para sítios distantes (ou não) é usual nesta altura. O problema do vírus pode ser uma condicionante nesta altura mas, mais tarde ou mais cedo, voltaremos às viagens para lugares que sempre quisemos descobrir.

E para um fotografo a adrenalina de conhecer novos locais é sempre maior porque os sentidos estão mais dispertos para o que os nossos olhos vêem.

Se, por um lado, a sensação de descoberta é óptima para a nossa criatividade fotográfica, a tentação de ‘disparar’ para ‘tudo o que mexe’ também é grande e leva-nos a dispersar a atenção e o cuidado na escolha dos assuntos a fotografar.

Para evitar essa dispersão, vou-vos dar algumas dicas que podem ser uteis quando fizerem fotografia de viagem, e assim conseguirem trazer para casa algumas fotos que nos vão orgulhar.

– Antes de viajar convém fazer uma busca sobre o local que vamos conhecer. Perceber o que iremos encontrar e, se possível, ver algumas fotos dos locais para começar a construir algumas ideias fotográficas.

– Se o local for muito atractivo para fotografar, tente restringir-se a 2 ou 3 temas e foque-se em construir uma ‘boa’ história com esses temas. Isto não implica que não possa fotografar outras coisas que lhe chame a atenção, mas não se disperse, e explore bem os temas seleccionados.

– Mais vale gastar mais tempo fotografando o(s) assunto(s) escolhido(s), do que ‘desperdiçar’ tempo em muitos assuntos.

– Este último ponto é importante porque, como todos sabemos, nem sempre o que os nossos olhos abarcam é o que queremos mostrar nas fotos. Só com tempo conseguimos visualizar o enquadramento da foto separando-a de todo o ambiente.

– Quando visitamos locais muito populares, cheios de turistas, por vezes é muito difícil fotografar o que queremos sem a presença de estranhos nas fotos. Não quer dizer que tenhamos que fotografar sem enquadramos ninguém, mas a presença excessiva de pessoas pode ‘ofuscar’ o motivo principal da foto. Daí a forma como enquadramos os assuntos deve ser bem pensada, escolhendo o que queremos incluir, mesmo sacrificando uma perspectiva melhor, para podermos excluir o que não nos interessa.

– Uma tentação que todos temos é fazer ‘aquela’ foto tipo postal que já vimos milhares de vezes. Não tenho nada contra esse tipo de fotos porque também as faço, contudo não devemos ficar por aí. Devemos fazer mais fotos do assunto procurando ângulos diferentes, tentar fotografar na horizontal mas também na vertical, uma foto de pormenor ou tipo abstracto, qualquer coisa que seja diferente do habitual e, de certeza, vamos fazer uma foto que nos vai agradar porque é diferente do postal que fizemos no início.   

Poderia dar muitas mais dicas, mas o tema da fotografia de viagem não se esgota num post e, de certeza, voltaremos a ele no futuro.

Apenas para ilustrar o que acabei de dizer, incluo aqui um vídeo sobre uma monumental obra de Gaudi – A Sagrada Família, em Barcelona – que tive oportunidade de visitar no ano passado.  

Apesar de Barcelona ter milhentos temas para fotografar, a Sagrada Família foi um dos temas que escolhi antecipadamente para dedicar o meu tempo fotograficamente.

 Espero que gostem, e que o post seja útil para as vossas próximas viagens.

Beijos e abraços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.